Web Design
Blog > Web Design

A psicologia das cores: como usá-la em prol da sua marca

sexta-feira, 10 abril 2015

A nossa relação com as cores sempre foi muito interessante. Quem nunca encheu o saco da mãe, quando era criança, para ter a caixa de lápis de cor com o maior número de cores disponível? E não pense que esse fascínio pelas cores é algo que só sentimos quando crianças. A verdade é que as cores nos influenciam muito e o tempo todo – a diferença é que, quando nos tornamos adultos, o sentimento é mais sutil.

Cores influenciam o que as pessoas sentem e o que elas fazem, e é por isso que a psicologia das cores é um aspecto tão interessante e importante para o web design. Um site precisa ser visualmente atraente, ter uma navegação simples e clara, segurar a atenção dos usuários pelo maior tempo possível. Também precisa, muito gentilmente, levar esses usuários até o momento da conversão – ou qualquer outro objetivo que o site tenha – e boa parte desses objetivos são atingidos com uma (grande) ajudinha da psicologia das cores.


Infográfico Gratuito: Comportamento dos Consumidores de Mobile Commerce

Diversos fatores influenciam no sentimento que as cores podem evocar nas pessoas, e muitos deles vêm de experiências pessoais, o que dificulta bastante a criação de um “manual oficial de emoções que as cores despertam”. Que fique claro que este não é o objetivo desse post! Mas é possível, sim, observar um certo padrão na utilização, especialmente quando falamos de marketing, identidades visuais de marcas famosas e afins.

Abaixo, listamos alguns exemplos de como a psicologia das cores pode ajudar na aceitação da sua marca.

As cores e as marcas

 

Veja como a psicologia das cores pode atrair atenções para a sua marca

O amarelo é uma das cores mais radiantes – afinal, é a cor do sol! – então é fácil entender porque ela evoca sentimentos como otimismo, clareza, energia e calor. Também pode ser associada à cautela, já que é a cor predominante das placas de trânsito. Por suas características, é uma cor bastante utilizada por empresas do ramo alimentício, de entretenimento, automobilismo e construção.

laranja

O laranja, assim como o amarelo, é um tom vibrante que evoca sensação de ação, calor e entusiasmo. É uma cor muito utilizada para botões de call-to-action, por exemplo, e também para e-commerces e empresas do ramo de entretenimento.

É importante ter cuidado: Tanto a cor laranja quanto a cor amarela podem facilmente se tornar excessivas e cansativas para os olhos! É muito importante usar ambas com moderação, no tom certo, no momento certo. Dar uma escorregadinha que seja em um amarelo mais brilhante de forma leviana pode acabar deixando a sua marca ou o seu site com cara de saldão barato!

Vermelho

O vermelho é um tom estimulante, que mexe diretamente com o coração das pessoas. Verdade! A cor vermelha tem o poder de aumentar o ritmo das batidas cardíacas de quem está em contato com ela, fazendo, até mesmo, com que sua respiração fique mais rápida. Legal, né? Mas pode ficar tranquilo que ninguém nunca teve um infarto olhando para o logotipo da Coca-Cola (eu acho).

Naturalmente, o vermelho tem um poder de atração muito grande, que por si só gera curiosidade e empolgação. Muitos sentimentos estão associados à cor, como luxúria, amor, energia, movimento, e até mesmo raiva. Por isso, é bastante utilizada por empresas do ramo alimentício, esportivo, entretenimento, e nas relações humanas em geral!

Roxo

Os tons de roxo são conhecidos por mexerem diretamente com a imaginação, e também com o lado espiritual de cada um. Evocando um certo ar de mistério quase etéreo, a cor também é associada à nobreza, podendo implicar, no tom certo, em sensação de riqueza e luxo. Os tons mais claros são frequentemente associados à primavera e romance. É uma cor bastante utilizada por empresas do ramo de cosméticos e beleza, alimentação, comunicação e afins.

Azul

Se tem uma palavra pra descrever todas as sensações que o azul causa nas pessoas, essa palavra é “confiabilidade”. A maioria esmagadora de corporativas e empresas em geral utilizam o azul em suas identidades visuais – principalmente aquelas envolvidas nos setores de tecnologia, ciência, comunicação, saúde, finanças, governamental, jurídico… E essa lista vai longe!

O azul também é considerado um tom não-invasivo – o que nos leva à mensagem amiga de cautela: não é porque azul é uma das cores mais utilizadas nos mais variados negócios que ela é a cor certa para a sua empresa, viu? Além de já existir bastante concorrência em todos os tons de azul existentes, se usada de forma incorreta, seu site ou sua marca podem acabar passando uma imagem de frieza e distância. Outra coisa: percebeu que pouquíssimas empresas do ramo alimentício utilizam o azul como seu tom de escolha? Pois é, azul não é uma cor conhecida por abrir apetite, não, ok?

psicologia-das-cores-verde

E é alguma surpresa que o verde está ligado à natureza, aventura e à sustentabilidade? Não, né! Os tons verdes têm um efeito muito harmonizador, além de estarem associados a ações de crescimento, cuidado, riqueza e ajuda. É uma das cores mais fáceis para os olhos processarem, pois o verde cria, por si só, um efeito relaxante. É ótima para ser utilizada para os setores de ciência, turismo, medicina, recursos humanos, meio-ambiente e sustentabilidade, é claro.

A cor verde é muito linda, muito bacana, mas também requer cautela: Não é considerada uma cor apropriada para bens de consumo mais luxuosos, tá? E também não costuma chamar a atenção de garotas adolescentes. Se esse é o seu público alvo, corra do verde!

Preto

E finalmente chegamos à cor mais utilizada e também a mais sóbria: a cor preta! O preto e seus tons derivados, como o cinza e o branco, está geralmente associado à sofisticação, elegância, poder, estabilidade, força, formalidade, inteligência e luxo. O fato é que o preto está em todos os lugares: indústria fashion, cosméticos, acessórios, tecnologia, esportes e afins.

Mas com tanta gente usando o tal do pretinho básico, tem como errar? Tem! Usar muito preto – ou mesmo pouco, mas de maneira errônea – também pode cansar os olhos. Além disso, muitos designs que utilizam o preto de maneira inadequada acabam tornando a experiência do usuário muito desconfortável – quase como se o site fosse uma ameaça ao visitante. Tome cuidado com isso!

Notou como é mais complicado do que parece? Por isso, é sempre bom ter um profissional de criação pensando em cada detalhe para você.

Rafaela Silvestrini

Gestora de conteúdo na K2, vive para convencer o mundo que "conteúdo é vida", apertar gatinhos, comer coxinha e sofrer por personagens ficcionais.

eBook Gratuito: Usabilidade e Design Responsivo

Leia mais posts sobre: Web Design

Campanha de e-mail marketing funciona?

Campanha de e-mail marketing funciona?

Já se perguntou o porquê de sua caixa de entrada parecer estar cada vez m...
Marketing nas redes sociais ou e-mail marketing: qual escolher?

Marketing nas redes sociais ou e-mail marketing: q...

O e-mail marketing ainda funciona e, apesar do crescimento das redes sociai...