Marketing de BuscaRedes Sociais
Blog > Marketing de Busca

Onde é melhor investir: Google AdWords ou Facebook Ads?

quinta-feira, 14 maio 2015

Quando falamos de anúncios na web, pensamos, automaticamente, nos dois principais nomes do mercado de propaganda pay-per-click: Google AdWords e Facebook Ads. Mas, com uma rivalidade que só aumenta entre as duas ferramentas, escolher em qual delas investir pode ser uma tarefa muito complicada.

“Afinal, devo investir em Google AdWords ou Facebook Ads? Tem diferença? Invisto nos dois? Em nenhum?”

Facebook Ads ou Google AdWords? Saiba mais sobre os dois conosco!Calma, respira! Apesar de serem serviços parecidos, os benefícios que cada modalidade de anúncio proporciona podem ser bastante divergentes, dependendo do nicho do seu negócio. Na hora de escolher um deles, cada fator influencia: o valor que você pretende investir, o público que você quer atingir, o seu objetivo estratégico… A lista vai longe.

Vamos te mostrar, então, alguns fatos sobre as duas ferramentas para que você entenda as principais diferenças e semelhanças entre ambas. O objetivo é que você decida por si só qual será o investimento mais apropriado para o seu negócio.

Google AdWords

Não há dúvidas de que, atualmente, o mecanismo de busca mais utilizado do mundo inteiro é, também, o canal de anúncios mais popular da web: só em 2013, a receita do Google AdWords ultrapassou o valor de 50 bilhões de dólares – de longe, a maior.

Investimento em AdWords ou Facebook Ads: estratégias diferentes para o seu negócioVamos pensar objetivamente: Se o Google é o maior e mais popular mecanismo de busca de toda a internet, e a internet tem quase três bilhões de usuários ativos por todo o mundo, anunciar nesse meio para quem quer presença online é uma necessidade, não é?

Bom, não é tão simples assim. Anúncios via Google AdWords te dão chance de aumentar as visitas do seu site através do uso de palavras-chave. Resumidamente (até porque temos um post que explica direitinho como funciona o Google AdWords aqui), funciona assim: quando um usuário do Google faz uma pesquisa, ele recebe uma lista de resultados relevantes; a partir daí, esse usuário pode clicar em qualquer um dos itens que aparecerem. Os resultados anunciados estarão posicionados no topo da lista, o que aumenta a chance de eles receberem cliques.

Não vamos nem entrar nas especificidades das Redes de Display e Remarketing, que são recursos muito legais e muito úteis que o Google oferece. Este post ficaria imenso e já falamos um pouco deste assunto aqui. Mas, pode-se dizer que, como uma plataforma de anúncios, o Google AdWords oferece soluções complexas, mas completas.

A questão aqui é que existe muita concorrência dentro do próprio sistema do Google AdWords. Por isso, é preciso estudar bastante: o mercado, a concorrência online, as palavras-chave relevantes, o custo-benefício… Essas informações costumam mudar constantemente, o que significa que as campanhas do AdWords precisam, também, se adaptar para terem sucesso – enfim, muito mais complicado do que parece.

Outra coisa importante a se considerar: o custo do serviço. É possível, sim, organizar e manter campanhas com um investimento inicial modesto, mas o fator concorrência, aqui, é ainda mais relevante. Quanto mais concorrência há por uma palavra-chave, maior torna-se o custo de investimento nela.

Facebook Ads

Facebook Ads

Se o Google AdWords é considerado o gigante dos anúncios, o Facebook Ads definitivamente é o seu principal concorrente – um concorrente que está crescendo muito rápido, despertando apreensão do gigante da internet. Mas, por quê?

Como já mencionamos, a internet tem quase três bilhões de usuários atualmente. Destes, 1.28 bilhões são usuários ativos da Rede Social mais utilizada no mundo, gerando números altíssimos de visualização: 1 trilhão de páginas visualizadas por mês. Isso porque, hoje em dia, o acesso ao site é muito facilitado pelos aplicativos para dispositivos móveis. A cada quatro smartphones, três têm o aplicativo do Facebook instalado! Muita coisa, né?

Além disso, o Facebook oferece uma facilidade que vem ganhando cada vez mais relevância hoje em dia – e o melhor, gratuitamente! -, as fanpages. É praticamente obrigatório que os negócios tenham uma página oficial no Facebook, levando em consideração todos os benefícios que elas oferecem: as pessoas podem curtir o seu negócio, comentar em seus posts, entrar em contato… Todas ações que aumentam a presença do seu negócio online.

Mas falando, especificamente, do sistema de anúncios do Facebook, seu verdadeiro poder está em sua simplicidade: se você tem uma fanpage, você está apto a utilizar o Facebook Ads. Ao anunciar, é possível segmentar o público-alvo que visualizará aquele anúncio por idade, gênero, localização, interesses…

Quais os pontos negativos, então?

Bem, é preciso ter em mente que as pessoas que estão navegando no Facebook não estão, na maioria das vezes, procurando produtos e serviços. Ao contrário do que acontece no Google, clientes em potencial dificilmente usam o Facebook como um mecanismo de busca para suas necessidades, o que faz com que as taxas de cliques nos anúncios sejam, de fato, mais baixas que as do Google AdWords.

Em resumo: os investimentos em AdWords ou Facebook Ads dependem da sua estratégia!

Afinal, qual é melhor – Google AdWords ou Facebook Ads?

Como vimos, ambas as modalidades de anúncio possuem pontos fortes e pontos fracos. Em um cenário ideal, utilizar os dois recursos seria a metodologia mais completa de publicidade online para seus produtos ou serviços.

Mas, como não vivemos em um cenário ideal, e nossos recursos são, infelizmente, limitados, concluímos assim: O Google AdWords é superior quando o assunto é conversão imediata. As pessoas procuram por um produto ou serviço que sua empresa oferece, você aparece nos resultados de busca, as chances do cliente em potencial clicar no seu anúncio são altas. O processo é bastante direto e tende a funcionar melhor para marcas maiores, já estabelecidas, ou com produtos que possuem alta procura.

Já o Facebook Ads é mais relevante quando se fala em construção de presença da marca online. O Facebook é excelente para fazer as pessoas conhecerem o seu negócio, falarem dele – gerando o famoso marketing boca a boca. Ele te ajuda a vender, sim, mas muito mais através do relacionamento com o cliente. Geralmente, é mais recomendado para marcas novas ou produtos exclusivos.

Vale lembrar que, para qualquer uma das modalidades de anúncio, ter um profissional especializado e uma equipe de marketing digital cuidando de tudo para você é muito mais seguro para o seu investimento!

Redação K2 Comunicação

Redação da K2 Comunicação — Agência de Marketing Digital Full Service, especializada em resultados e soluções personalizadas.

eBook Gratuito:  Estratégias para Empresas nas Redes Sociais

Leia mais posts sobre: Marketing de Busca

Saiba como colocar empresa no Google Meu Negócio

Saiba como colocar empresa no Google Meu Negócio

Utilizar o maior mecanismo de busca do planeta, o Google, pode ser mais do ...
Nova atualização Google Phantom afeta 22% dos resultados de pesquisas

Nova atualização Google Phantom afeta 22% dos re...

A internet está em constante evolução. Isso é verdade. Começou modesto...